Regulamento

1 – INTRODUÇÃO

O Prêmio Mobilidade Urbana é uma iniciativa da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor). Sua missão é a promoção de um amplo debate sobre Mobilidade Urbana, de modo a gerar o amadurecimento das reflexões sobre o tema e contribuir para inovação no setor.

2 – TEMA

O tema Mobilidade Urbana refere-se aos meios, serviços, infraestruturas e políticas voltados à garantia dos direitos dos cidadãos, relativos aos deslocamentos de pessoas e bens nas cidades.

3 – OBJETIVO

O Prêmio Mobilidade Urbana, cuja primeira edição ocorreu em 2010, tem por objetivo reconhecer as melhores práticas relacionadas às cinco categorias relacionadas a seguir. As ações objeto do Prêmio devem estar ligadas ou ter aplicação, direta ou indiretamente, à Mobilidade Urbana no Estado do Rio de Janeiro, contribuindo para promover ou melhorar a sustentabilidade, o bem-estar e/ou a qualidade de vida da população fluminense, no todo ou em parte.

4 – CATEGORIAS

O Prêmio Mobilidade Urbana é dividido em cinco categorias, sendo a categoria Jornalismo anual e as demais bienais.

Nesta edição, contempla apenas a categoria Jornalismo.

  • Jornalismo, dividido em duas subcategorias - Mídias Impressas e Mídias Eletrônicas - contempla matérias sobre mobilidade urbana, publicadas em jornal, revista, site, rádio ou televisão, por órgãos de imprensa do Brasil, desde que o tema central do material jornalístico promova a reflexão sobre a melhoria da mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro, de acordo com as diretrizes estabelecidas neste Regulamento.

As demais categorias, a serem contempladas na próxima edição, em 2017, são:

  • Educação e Cultura: abrange ações educativas ou culturais voltadas a qualquer público, de acordo com os objetivos deste Prêmio. Poderão concorrer nesta categoria: práticas de trabalho; projetos e programas; trabalhos acadêmicos; e produções artísticas nas suas variadas modalidades, que tenham como objeto promover a reflexão sobre a melhoria da mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro, de acordo com as diretrizes estabelecidas neste Regulamento.
  • Planejamento de Transportes e Tecnologia: contempla as iniciativas que apresentem uma análise e proponham soluções e diretrizes para as questões ligadas aos transportes urbanos relacionadas à demanda, oferta, acessibilidade, políticas públicas, trânsito e tecnologia; e que demonstrem todos os benefícios que essas medidas possam gerar para a população do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com as diretrizes estabelecidas neste Regulamento.
  • Desenvolvimento Sustentável: busca reconhecer e incentivar um conjunto de ações, atividades, processos e práticas que estejam alinhados ao conceito de cidadania corporativa, a partir do tripé da sustentabilidade, conjugando desenvolvimento social, ambiental e econômico, com foco na questão da mobilidade urbana sustentável, gerando valor compartilhado junto às partes interessadas; propostas essas implantadas no Estado do Rio de Janeiro ou que tenham aplicação positiva demonstrada nesta localidade, de acordo com as diretrizes estabelecidas neste Regulamento.
  • Relacionamento com Clientes: abrange iniciativas desenvolvidas por empresas voltadas à mobilidade urbana, visando ao bem-estar de seus clientes e ao aprimoramento da qualidade dos serviços prestados, que tenham como objetivo o maior grau de satisfação destes, assim como diagnosticar e entender suas necessidades e desejos, contribuindo para a promoção da qualidade de vida da população fluminense, de acordo com as diretrizes estabelecidas neste Regulamento.

5 – PARTICIPAÇÃO

5.1 – Poderão candidatar-se ao Prêmio Mobilidade Urbana 2016 – Jornalismo pessoas físicas que possuam número de Registro Profissional como Jornalista, expedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), conforme indicado na ficha de inscrição da categoria, com atuação em âmbito público ou privado.

5.2 – Cada concorrente poderá inscrever quantos trabalhos desejar, porém, só será premiado uma única vez por subcategoria.

5.3 – Cada trabalho só pode ser inscrito em uma única subcategoria. Não serão aceitas inscrições de um mesmo trabalho em mais de uma subcategoria. Caso isso ocorra, a Comissão Organizadora se encarregará de validar a inscrição na subcategoria mais adequada ao trabalho.

5.4Não poderão se inscrever ao Prêmio Mobilidade Urbana 2016:

  • Colaboradores e fornecedores da Fetranspor e seus parentes de primeiro grau;
  • Trabalhos/nomes cujo conteúdo/atuação não tenha aplicação no Estado do Rio de Janeiro; e
  • Trabalhos já inscritos em outras edições do Prêmio, caso não tenham sofrido alterações significativas.

6 - INSCRIÇÃO

6.1 – Para concorrer ao Prêmio Mobilidade Urbana 2016 - Jornalismo, os candidatos deverão inscrever-se por meio da Ficha de Inscrição Eletrônica disponível no site www.premiomobilidadeurbana.com.br, de acordo com as exigências descritas neste Regulamento, no período de 04 de abril de 2016 a 05 de setembro de 2016.

6.2 – Só serão aceitas as matérias jornalísticas veiculadas no período de 1º de agosto de 2015 a 31 de agosto de 2016.

6.3 – O candidato deverá apresentar cópia da Carteira de Trabalho em Emprego (páginas de qualificação civil e de qualificação profissional) para comprovar o registro da atividade profissional e o respectivo número de registro.

6.4 – Os trabalhos podem ter mais de um autor, desde que todos sejam devidamente informados na ficha de inscrição, no campo correspondente aos coautores, e sejam informados todo os dados solicitados na ficha de inscrição online, bem como anexados os documentos comprobatórios.

6.5 – Podem inscrever-se autores de trabalhos únicos ou séries de reportagens. Neste caso, será avaliado o conjunto dos trabalhos apresentados como integrantes da série inscrita.

6.6 – Todos os trabalhos concorrentes devem, obrigatoriamente, ser acompanhados da carta da chefia de redação / reportagem, ou responsável equivalente, atestando autoria do material ao (s) autor (es) informados na ficha de inscrição eletrônica. A carta deve ser assinada, digitalizada e anexada na ficha de inscrição on-line, em campo correspondente. O modelo pode ser acessado para download. A falta deste documento inviabiliza a participação do trabalho no Prêmio Mobilidade Urbana.

6.7 – Os trabalhos inscritos devem ser anexados na ficha de inscrição, em campo correspondente. No caso de série, devem ser inscritos separadamente cada capítulo, informando título e data de publicação de cada um.

6.8 – Na subcategoria Mídias Impressas só serão aceitos arquivos anexados no formato “PDF”. Deve ser anexada a(s) página(s) original(ais) da publicação diagramada, com exposição da(s) página(s) inteira(s) contendo data de publicação, quando possível. Em caso de revista, enviar a(s) página(s) da matéria/reportagem e capa. Não serão aceitos arquivos contendo apenas o texto.

6.9 – Na subcategoria Mídias Eletrônicas só serão aceitos arquivos anexados nos formatos: “WMV”, para rádio; e “WMA”, para TV. Deve ser anexado o arquivo completo da reportagem ou os capítulos que compõem a série.

6.10 – Ainda na subcategoria Mídias Eletrônicas, as matérias veiculadas em sites devem ainda estar disponíveis na internet e, na ficha de inscrição, deve ser informado o link direto para a publicação. Caso o trabalho esteja fora do ar ou a página esteja inacessível quando do acesso da Comissão Organizadora para validação da inscrição, ou da Comissão Julgadora, para avaliação do trabalho aprovado, a matéria será desclassificada.

6.11 – As inscrições serão concretizadas mediante uma mensagem de confirmação de inscrição via e-mail, após a conferência do trabalho enviado.

6.12 – A inscrição eletrônica poderá ser complementada com o envio de material pelo Correio, caso necessário, com postagem até 05 de setembro de 2016 para o endereço a seguir.
Fetranspor
Rua da Assembleia 10, 39º andar – Centro
Rio de Janeiro – RJ – CEP 20011-901
Ref.: Prêmio Mobilidade Urbana 2016 – Jornalismo
A/C: Departamento de Marketing e Comunicação

6.13 – Somente serão aceitos trabalhos com data de envio dentro do prazo. As inscrições serão validadas após a análise do material enviado pelo Correio.

6.14 – Serão aceitos somente trabalhos em língua portuguesa, cujo escopo seja referente ao Estado do Rio de Janeiro ou tenha aplicação justificada neste Estado;

6.15 – Todas as orientações adicionais sobre o conteúdo, informações a serem fornecidas e forma de inscrição estão detalhadas na ficha de inscrição on-line.

7 – SELEÇÃO E JULGAMENTO

7.1 - Inicialmente, caberá à Comissão Organizadora analisar se as inscrições recebidas estão de acordo com este Regulamento, conferindo o prazo de envio e o preenchimento da ficha de inscrição, a conformidade da documentação e do material enviado, desclassificando os concorrentes que não tenham atendido às exigências descritas neste Regulamento e nas orientações especificadas nas fichas de inscrição.

Posteriormente, caberá à Comissão Julgadora avaliar os trabalhos enviados, de acordo com a sua qualidade, relevância e o atendimento à missão deste Prêmio, de modo a gerar o amadurecimento das reflexões sobre o tema e contribuir para inovação no setor. Para tanto, serão observados os seguintes quesitos:

  1. Adequação ao tema;
  2. Relevância;
  3. Qualidade;
  4. Inovação; e
  5. Contribuição à mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro.

7.2 - Para cada subcategoria serão, então, selecionados três trabalhos finalistas. A classificação final será anunciada apenas durante a entrega do Prêmio, em data e local a serem divulgados no site do PMU 2016. Caso haja empate entre os trabalhos, caberá ao presidente da Comissão Julgadora apontar o vencedor.

7.3 - Poderá haver o cancelamento de alguma categoria/subcategoria caso não haja o mínimo de 3 (três) trabalhos finalistas com a nota mínima de 7 (sete) pontos, num total de 10 (dez).

8 – COMISSÃO JULGADORA

8.1 - A avaliação dos trabalhos será feita por uma Comissão Julgadora, específica para a categoria, formada por 3 (três) integrantes, cabendo a um deles a presidência da comissão. Está vedada a participação de representantes da Fetranspor ou partes interessadas na Comissão Julgadora.

8.2 - Durante o processo de julgamento, se necessário, a Comissão Julgadora poderá solicitar informações complementares sobre o trabalho inscrito.

8.3 - A fim de assegurar a imparcialidade do processo de julgamento, os nomes dos integrantes da Comissão Julgadora somente serão revelados no evento de premiação.

8.4 - A Comissão Julgadora é soberana nas suas decisões e sobre seu julgamento não caberá recurso algum.

8.5 - A Comissão Julgadora poderá decidir não conferir o prêmio quando nenhum dos trabalhos concorrentes possuir qualidade satisfatória ou não houver, na avaliação desta, adequação ao tema.

9 – PREMIAÇÃO

9.1 - A solenidade de premiação será realizada no município do Rio de Janeiro, em data e local a serem divulgados posteriormente no site do PMU 2016.

9.2 - O vencedor de cada subcategoria receberá um troféu e um cheque no valor de 20 (vinte) mil reais; os segundo e terceiros lugares receberão um troféu e um cheque no valor de 10 (dez) mil reais e 5 (cinco) mil reais, respectivamente.

9.3 - Os concorrentes deverão enviar para a cerimônia, pelo menos, 1 (um) representante, devidamente identificado, para receber o Prêmio.

9.4 - O rateio do Prêmio, quando o trabalho for inscrito em nome de uma equipe, fica a cargo dos autores. A Fetranspor emitirá o pagamento em cheque nominal ao autor responsável pela inscrição, conforme especificado na ficha de inscrição.

9.5 - As despesas com hospedagem e transporte para a cerimônia de premiação serão de responsabilidade dos participantes.

10 – CRONOGRAMA

Etapas Datas
Inscrição dos trabalhos 04 de abril de 2016 a 05 de setembro de 2016.
Análise da Comissão Julgadora 11 de setembro de 2016 a 31 de outubro de 2016.
Cerimônia de premiação local e data serão informados em breve.

11 – DISPOSIÇÕES FINAIS

11.1 – A realização, desenvolvimento, premiação e divulgação do Prêmio Mobilidade Urbana 2016 - Jornalismo caberá à Fetranspor – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro.

11.2 – As pessoas físicas vencedoras do Prêmio Mobilidade Urbana 2016 poderão, a seu critério, divulgar tal fato em seus produtos, peças de comunicação, assessoria de imprensa, publicidade, propaganda, desde que mencionem a premiação recebida, ano e a instituição promotora.

11.3 – A Fetranspor promoverá divulgação na mídia do Prêmio Mobilidade Urbana 2016 - Jornalismo em todas as suas fases.

11.4 – Ao se inscrever no Prêmio Mobilidade Urbana 2016, o participante autoriza a Fetranspor a publicar, na íntegra ou em parte, o trabalho inscrito, bem como os materiais complementares, em quaisquer veículos de comunicação, preservando o crédito à autoria.

11.5 – As questões não previstas neste regulamento serão resolvidas pela Comissão Organizadora do Prêmio.

')